Outros jogadores

  • ORLANDO FANTONI
  • FERNANDO BENITO
  • AMAURY DE CASTRO – zagueiro
  • EVALDO – atacante
  • EDUARDO AMORIM – meio campista
  • VALDO – volante
  • OSIRES – zagueiro
  • ELI CARLOS – atacante
  • EDUARDO LOBINHO
  • CARLOS ALBERTO SEIXAS – atacante
  • EDMAR – atacante
  • REINALDO – atacante
  • PAULO ISIDORO
  • WLADIMIR
  • ADILSON BATISTA – zagueiro
  • LUIZINHO – zagueiro
  • RENATO GAÚCHO – ponta direita
  • ROBERTO GAÚCHO – ponta esquerda
  • CLEISSON
  • PAULO ROBERTO
  • ÉDER
  • TONINHO CEREZO
  • ROGÉRIO
  • SERGINHO – lateral esquerdo
  • PAULINHO MCLAREN
  • MARCELO RAMOS – atacante
  • BELLETTI – volante
  • WILSON GOTTARDO – zagueiro
  • GEOVANNI
  • BEBETO – zagueiro
  • GONÇALVES – zagueiro
  • JOÃO CARLOS – zagueiro
  • MARCELO DJIAN
  • ALEX ALVES
  • GILBERTO – lateral esquerdo e meio campista
  • DJAIR
  • MÜLLER
  • FÁBIO JÚNIOR – atacante
  • EVANÍLSON – lateral direito
  • ANDRÉ LUIZ – lateral esquerdo
  • PAULO ISIDORO II
  • TÚLIO – atacante
  • CLEBER – zagueiro
  • OSÉIAS – atacante
  • DONIZETE OLIVEIRA – volante
  • MARCOS PAULO
  • MAICON
  • WAGNER – meio campista
  • FÁBIO – goleiro
  • LEONARDO SILVA – zagueiro

________________________________________

ORLANDO FANTONI

Orlando Fantoni nasceu em Belo Horizonte, no dia 04/05/1917 e faleceu em Salvador-BA, no dia 05/06/2002.

Iniciou a carreira como jogador no Cruzeiro, depois Vasco da Gama e outros. Irmão de Niginho, Ninão e primo de Nininho, ele era o caçula da futebolística família Fantoni, que tinha profundas ligações com a história do Cruzeiro. Assim como eles, atuou também na Lazio, onde ficou conhecido como Fantoni IV (famosa dinastia I, II, III, IV). Além deles, Orlando viu seus sobrinhos seguirem a mesma carreira: Benito (ex-Atlético-MG e Cruzeiro) e Fernando (ex-América-MG), ambos zagueiros e filhos de Ninão. Fernando foi outro a passar pela Lazio.

Como treinador de futebol passou por vários clubes do brasileiros entre eles Cruzeiro, Vasco da Gama, Grêmio, Bahia, Palmeiras, Corinthians, Náutico e Vitória.

Títulos: Campeão mineiro (1968) pelo Cruzeiro e carioca (1977) pelo Vasco.

________________________________________

FERNANDO BENITO

Da família Fantoni também.
________________________________________

AMAURY DE CASTRO – zagueiro

Amaury nasceu no dia 01/12/1932.

Atuou de 1957 até a abril de 1962.

Fino, educado e muito prestativo… assim foi Amaury no final de 2009, durante entrevista a Felipe Soalheiro (site Guerreiro dos gramados), entrevista que deu sentido a essa matéria. Amaury afirmou que foi muito feliz no Cruzeiro.

Com 13 anos, na época de Vargas e em plena Segunda Guerra Mundial, a família de Amaury mudou para Belo Horizonte, e em 1953 começou a jogar no juvenil pelo América. Quando estourou a idade, foi para o Paisandu, onde jogou um ano. Enfim, do Sete de setembro, onde esteve por 4 anos, foi para o time celeste, em 1957.

Títulos pelo Cruzeiro: Tri-campeão Mineiro (1959, 1960, 1961).

Ele afirmou que torce pelo Cruzeiro, onde é conselheiro nato, e por isso sempre acompanha a equipe. “No clube sempre fui bem tratado, diretoria, funcionários, jogadores, torcedores sempre me trataram com muito carinho.”

Ficou 10 anos da sua carreira sem levar cartão vermelho.

Outros clubes: América-MG (juvenil), Paisandu, Sete de Setembro.
Aos 76 anos de idade, Amaury vivia em Belo Horizonte, sendo referência no ramo da pediatria no Brasil.

________________________________________

EVALDO – atacante

Evaldo Cruz nasceu em 1945, no Rio de Janeiro.

Veio do Fluminense em 1965 e ficou até 1967. Só ficou no Cruzeiro, devido ser um grande time, pois gostava é do Fluminense, ficou e gostou. Foi um dos artilheiros do Cruzeiro na Libertadores 1967

Muito útil, com um futebol inteligente, sempre arisco, atento, chegava à área adversária com uma rapidez incrível e uma colocação perfeita.

________________________________________

EDUARDO AMORIM – meio campista

Atuou na década de 70, principalmente de 1974 até meados de 1979.

Tornou-se técnico de futebol na década de 1990, sendo muito valorizado no Corinthians.

________________________________________

VALDO – volante

Valdonísio Moreira dos Santos.

Funda, em junho/1997, a Associação Desportiva Cultural Tatumirim, sem fins lucrativos e para crianças carentes.

________________________________

OSIRES – zagueiro

Osires de Paulo nasceu no dia 29/01/1952, no Rio de Janeiro-RJ.

Chegou ao Cruzeiro em 1975.

Antes de chegar ao Cruzeiro ganhou a Bola de Prata, pelo Fortaleza.

Após parar de jogar, virou treinador.

Títulos:

– Pelo Cruzeiro, tricampeão mineiro em 1976, 1977 e 1978 e campeão da Taça Libertadores da

América de 1976.

– Pelo Fortaleza, campeão cearense em 1974 e 1975

– Pelo Operário de Campo Grande, campeão do então estado unificado do Mato Grosso em

1973

– Pelo River, campeão piauiense em 1972

________________________________

ELI CARLOS – atacante

Eli Carlos Alberto Pereira nasceu em meados de 1954, em Ribeirão Preto. Atacante.

Jogou futebol de 1970 a 1986, no Cruzeiro de 1977 a 1981.

Começou a carreira no Coritiba, de onde veio para o Cruzeiro; depois atuou pelo Flamengo e Guarani de Campinas. Artilheiro do Campeonato Mineiro 1977. Seu coração ligou-se eternamente a Minas Gerais, afinal constituiu família aqui. Como gerente de futebol ajudou a revelar, das categorias de base do Guarani (1990), Luizão, Amoroso e Mauro Silva. Em 1999 era técnico interino do Bragantino, na série B do Campeonato Brasileiro.

________________________________________

EDUARDO LOBINHO

________________________________________

CARLOS ALBERTO SEIXAS – atacante

Carlos Alberto Seixas nasceu em São Paulo, no dia 15/12/1959.

Entre o Palmeiras e o futebol mexicano, Carlos Alberto Seixas também se destacou no Cruzeiro. “Só não continuei no Palmeiras porque o então treinador Rubens Minelli pediu a contratação do Baltazar, ex-Grêmio, em 1983”, conta o jogador, que acabou emprestado ao time de Belo Horizonte. A mudança fez bem ao “matador” que logo se adaptou ao novo clube, foi campeão mineiro e um dos principais goleadores da competição. Defendeu o Bahia na temporada de 1985 e retornou ao Cruzeiro no ano seguinte.

________________________________
EDMAR
Principalmente em 1984, sendo fundamental numa época de poucos valores.

________________________________

REINALDO – atacante

– A grande estrela do Atlético.

Atuou em 1986, em três partidas, sendo que uma foi contra o Atlético-MG.

– No Cruzeiro teve uma passagem média, com apenas dois jogos.

________________________________

PAULO ISIDORO

Armador revelado pelo Atlético; disputou a Copa/1982, na reserva.

No Cruzeiro atuou entre 1988 e 1990.

________________________________

WLADIMIR

Lateral-esquerdo habilidoso; destacou-se no Corinthians.

No Cruzeiro, principalmente em 1988, já no fim da carreira, com uma participação média.

________________________________

ADILSON – zagueiro

Adilson Dias Batista nasceu em Adrianópolis-PR, no dia 16/03/1968.

Atuou de 1989 a 1992 – 55 jogos, 5 gols.

Sua condição técnica permitiu que fosse um jogador de alto nível mesmo sofrendo duas lesões graves ao longo de sua carreira. Era um líder nato.

Foi ídolo da torcida e em fevereiro de 2010 era o treinador da equipe há três temporadas seguidas.

Prêmios: Bola de Prata: 1990, 1996.

Cinco jogos pela seleção.

Títulos como jogador

– Atlético/PR: Campeonato Paranaense 1998

– Cruzeiro: Campeonato Mineiro 1990 e 1992; Supercopa da Libertadores 1991 e 1992

– Grêmio: Campeonato Gaúcho 1995 e 1996; Copa Libertadores 1995; Campeonato Brasileiro 1996; Recopa Sul-Americana 1996

– Júbilo Iwata: Supercopa da Ásia 1998 e 1999

– Corinthians: Campeonato Mundial de Clubes 2000

Ao abandonar a carreira de jogador em 2000, quando atuava pelo Corinthians, decidiu tornar-se treinador.

Como treinador, Adilson tem como principal característica a organização tática de seus times. Na temporada 2008 assinou contrato com o Cruzeiro e se tornou o treinador mais vitorioso do clube na competição continental.  São 12 triunfos ao todo, ultrapassando a marca de 11 vitórias de Zezé Moreira. Além disso, o atual técnico é o único a comandar o Cruzeiro em duas edições da Libertadores, das 11 em que o clube competiu.

Títulos como treinador (até fevereiro de 2010)

– América/RN: Campeonato Potiguar 2002

– Figueirense: Campeonato Catarinense 2006

– Cruzeiro: Campeonato Mineiro 2008 e 2009; Torneio de Verano, no Uruguai 2009

________________________________________

LUIZINHO – zagueiro

Luizinho nasceu no dia 22/10/1958, em Nova Lima-MG.

No Cruzeiro, atuou principalmente de 1991 a 1994, sendo Bi-campeão Supercopa (1991/1992) e Campeão Mineiro 1992.

Destacou-se no Atlético. Zagueiro de muita classe que deixou saudades. Começou no Vila Nova, onde foi campeão da Taça Minas Gerais. No Atlético, foi campeão mineiro de 1978 a 1983. Também passou pelo Sporting de Portugal, sendo campeão da Taça de Portugal. Foi o melhor quarto-zaqueiro no Mundialito 1981.

Seleção: titular em todas as partidas da Copa1982, tendo sido uma verdadeira muralha frente aos atacantes adversários. Fez, no total 33 jogos pelo Brasil.

Parou de jogar em 1995, no Vila Nova, onde iniciou sua carreira.

Aos 39 anos tinha uma academia, academia Luizinho Sport Center, em Nova Lima.

________________________________________

RENATO GAÚCHO – ponta direita

Renato Portaluppi nasceu no dia 09/09/1962.

No Cruzeiro, atuou em 1992, tendo tido uma participação boa, e até ganhando títulos. Um atacante de grande qualidade.

Fez história no Grêmio-RS, sendo destaque na conquista do Mundial de 1983. Começou sua carreira no Clube Esportivo Bento Gonçalves. Lá, chamou a atenção dos gremistas, e foi para o tricolor.

Em 1992 veio do Botafogo-RJ para o Cruzeiro. Depois se transferiu para o Flamengo.

Durante  quatro meses no Cruzeiro ganhou dois títulos (Campeonato Mineiro e Supercopa).

________________________________________

ROBERTO GAÚCHO – ponta esquerda

Atuou de 1992 a 1997.

Um grande jogador. Quase não ficou na reserva. Em 1992 fez dupla com Renato Gaúcho e em 1993 e 1994 fez dupla com Ronaldinho.

Ganhou 8 títulos. Fez gols em 6 das 7 finais que participou; teve uma contusão grave no joelho direito que o deixou 10 meses sem jogar, só retornando no 2.º semestre de 1997 para disputar a Copa Centenário, ao lado de garotos, aos 29 anos.

Considerado um jogador de sorte em decisões, como a da Copa do Brasil 1996, quando fez o primeiro gol contra o Palmeiras e deu o passe para Marcelo garantir a vitória e a taça.

Chegou a ser emprestado ao Hurácan, da Argentina.

________________________________

CLEISSON (13\3\1972)

– Mineiro.

– Atuou de 1992 a 1997.

– Títulos: Campeonato Mineiro (1992, 1994, 1996 e 1997), Supercopa (1992), Copa do Brasil (1993 e 1996), Libertadores (1997).

________________________________

PAULO ROBERTO

– Teve passagem em vários clubes. Lateral-direito que tinha um bom chute.

– No Cruzeiro, atuou principalmente de 1992 a 1995.

________________________________

ÉDER

– Destacou-se no Atlético; disputou a Copa/1982 com muito brilhantismo, fazendo um dos gols mais bonitos da Copa; ponta-esquerda.

– No Cruzeiro, atuou principalmente em 1993, já com a idade um pouco avançada, com uma participação média.

________________________________

TONINHO CEREZO

– Destacou-se no Atlético; disputou a Copa/1982, com muito classe; volante.

– No Cruzeiro, atuou principalmente em 1994, quase no fim da carreira, e deu conta do recado.

________________________________

ROGÉRIO

Zagueiro. Contratado em julho de 1994 junto ao Flamengo, sendo a maior transaçao do Brasil em t em termos de zagueiros. Se tornou fundamental para o time.

Contratado pela segunda vez em 1997, só para o primeiro semestre (Copa Libertadores e Campeonato Mineiro).

Contratado pela terceira vez em 1999, para o início do ano, chegando a marcar 2 gols numa goleado sobre o Atlético – MG.

Enfrentou várias contusões e não se firmou em definitivo no Cruzeiro, sendo emprestado ao Vasco, ao Guarani, ao Paraná (1998).

________________________________

SERGINHO – lateral esquerdo

Atuou de 1994 a 1996.

Também brilhou no São Paulo (1996-1998)

________________________________

PAULINHO MCLAREN

Destacou-se no Santos e na Portuguesa, onde foi um grande artilheiro; atacante.

No Cruzeiro, atuou principalmente em 1995 e 1996, tendo uma passagem média.

________________________________

MARCELO RAMOS – atacante

Atuou em 1995; 1997-1999 e 2002.

Até 12 de fevereiro de 2000, em 278 partidas, tinha feito 136 gols.

No seu 300.° jogo pelo Cruzeiro já tinha 9 títulos.

Contratado junto ao Bahia em janeiro de 1995 para substituir Ronaldinho, que fora vendido 6 meses atrás. Um ano após foi vendido ao PSV. Em abril de 1997 retornou ao Cruzeiro, sendo enfim comprado seu passe em novembro de1998.

Títulos pelo Cruzeiro: Campeonatos Mineiros 1996, 1997, 1998, Copa do Brasil 1996, Libertadores 1997, vice Brasileiro 1998, vice Copa Brasil 1998, vice Mercosul 1998 e Copa.

Sua melhor fase foi no Campeonato Brasileiro 1995.

No Campeonato Mineiro 1996 foi o artilheiro, com 24 gols. Marcou o gol mais rápido em Brasileiros, em 1997. Carrasco do Palmeiras em várias oportunidades. Em 1999 já era o maior artilheiro do Cruzeiro em Copas do Brasil, com 11 gols em três edições (1995, 1996 e 1998). Em 31 de julho de 1999 era o terceiro artilheiro do Cruzeiro em Campeonatos Brasileiros.

Chegando a interessar ao Internacional, Santos, Palmeiras e São Paulo, foi emprestado ao Palmeiras em meados de 2000.

________________________________

BELLETTI – volante

– Volante; subiu das divisões básicas em 1994, aos 18 anos; fez parte da seleção em amistosos; formou um meio-campo sensacional com

e Cerezo; em 1999.

– Se firmou no cenário futebolístico, servindo à Seleção na Copa do Mundo 2002.

________________________________

WILSON GOTTARDO – zagueiro

Wilson Roberto Gottardo nasceu no dia 23/05/1963. Paulista de Santa Bárbara do Oeste. Quarto-zagueiro. O ‘Xerife’. Destaque Botafogo e Flamengo, onde atuou por 10 anos.

No Cruzeiro, atuou em 1997 e 1998 e, embora com mais de 32 anos, teve uma fase fantástica, só saindo por motivos extra-campo. Não disputou a final do Mundial Interclubes contra o Borussia.

Pelo Cruzeiro (Libertadores 1997 e Campeonatos Mineiros/1997/98).

________________________________

GEOVANNI

– Geovanni Deiberson Maurício; armador ofensivo; 1,71m e 67 kg; mineiro de Acaiaca.

– Saiu dos juniores do Cruzeiro para brilhar no time principal – mais precisamente do Expressinho do Cruzeiro durante a Copa Centenário de Belo Horizonte, com 17 anos – até ser vendido ao Barcelona,  por US$ 18 milhões.

– Títulos pelo Cruzeiro: Campeão Mineiro 1997 e 1998; Vice-campeão da Copa Centenário 1998 (quando disputamos com nosso segundo quadro, sendo umas das principais peças), Liga Sul-Minas 2001 (fazendo um dos gols).

– Em 2000 já é jogador de peso e titular, com grande habilidade e bom chute, inclusive sendo o batedor de faltas (o que custou ao Cruzeiro, em 2000, o título da Copa do Brasil, com aquele gol de falta).

– No segundo semestre de 1998 esteve emprestado ao América, disputando o Brasileiro e em 1999 retorna ao Cruzeiro.

– Seleção: Desde 1997 convocado para as Seleções Sub-17. Mundial Sub-20 (- É a convocação mais importante da minha carreira); Olimpíadas 2000; Copa América 2001. Títulos: Campeão Sul-americano Sub-17 em 1997 (inclusive foi um dos artilheiros da competição, com 4 gols), Campeão Mundial Sub-17 em 1997 (e mesmo sem jogar todas as partidas foi vice-artilheiro entre os brasileiros).

________________________________

BEBETO – atacante

– Atacante. Destaque da Seleção. Artilheiro do Brasileiro em 1992. Jogou nas Seleções de 1994/98.

– No Cruzeiro participou de 1 jogo apenas, a decisão do Mundial Interclubes de 1997.

________________________________

GONÇALVES – zagueiro

– Zagueiro. Destaque Botafogo.

– No Cruzeiro participou de 1 jogo apenas, a decisão do Mundial Interclubes/97.

________________________________

JOÃO CARLOS – zagueiro

– Zagueiro. Já no Cruzeiro antes da decisão do Mundial Interclubes 1998, atuando na final. Ficou na peneira um tempo, até se destacar em 1999, inclusive servindo à Seleção e se firmando como titular na Copa das Confederações’1999. Melhor zagueiro mineiro em 1999. O Corinthians se interessou por seu futebol e o levou por uma quantia muito boa para um zagueiro ainda sem muita personalidade, onde se destacou muito.

Se foi no segundo semestre de 1999, para o Corinthians.

________________________________

MARCELO DJIAN (06/11/66)

– Zagueiro. 1,81m. Destacou-se no Corinthians, onde foi campeão Paulista/1988 e Brasileiro/1990; na Seleção foi convocado 14 vezes, entre 1988 e 1992. Lion da França, por 4 anos (Vice campeão temporada 1994/95).

– No Cruzeiro, desde início 1998, embora com 32 anos, teve uma fase fantástica.

________________________________

ALEX ALVES

– Alex Alves do Nascimento (30\12\1974, na Bahia)

– Atacante veloz, o ‘flexa azul’; 1,77m; 74kg em 1999. Atuou em 1998 (entrando no final – como arma para um adversário já cansado) e 1999 (ano em que foi ídolo).

– Em 1999 fez gols no Brasileiro de ponta a cabeça (sendo o vice-artilheiro, mas devido a sairmos mais cedo, senão ele seria o artilheiro com certeza) – ele comemorava jogando capoeira. Ficou em terceiro lugar na Chuteira de Ouro 1999 (64 pontos), prêmio conquistado por Romário (92 pontos). Ficou em quinto lugar na Bola de Ouro 1999, mas liderou grande grande parte (média de 6,60), Marcelinho Carioca venceu (média de 6,72).

– Seu futebol no Cruzeiro lhe custou a venda para a Alemanha por mais de US$ 15 milhões.

________________________________

GILBERTO – lateral esquerdo e meio campista

No Flamengo, o irmão de Nélio, teve uma atuação média.

– Atuou muito bem quando estava no Cruzeiro, no Brasileiro/1998, inclusive figurando na Seleção do Campeonato Brasileiro organizada pela agência de notícias ‘Sport Press’. Foi vendido à Internazionale de Milão no início de 1999.

Início de 2010, está na seleção.

________________________________

DJAIR (21/09/71)

– Meia carioca. Destacou-se no Botafogo e jogou bem no Fluminense. Presente na seleção de 1993 a 1995. Quando no Cruzeiro foi convocado para a Seleção também.

– Contratado para o Campeonato Brasileiro 1998. Graças ao seu chute certeiro e potente e não menor classe, foi importantíssimo ao Cruzeiro, fazendo parte da Seleção do Brasileiro da CBF em 1998. 80 kg. 1,82m. Encerrou seu contrato no final de 2000, indo para o Botafogo/RJ.

________________________________

MÜLLER (31/01/66)

– Meia ou atacante. Destaque São Paulo. Artilheiro no Brasileiro/1987. Um dos principais artilheiros dos anos 90 do futebol brasileiro. Copas/1994/90. 54 jogos pela seleção, fonte/1998.

– No Cruzeiro, desde Brasileiro/1998, embora com 32 anos, fez partidas esplendorosas. Até ajudou na contratação do lateral André Luiz, se comportando como um verdadeiro empresário, dizendo que a estrutura do Cruzeiro é muito grande.

– Em 2000 ainda era um jogador bastante criativo e inteligente, imprescindível para o time, sendo emprestado.

________________________________

FÁBIO JÚNIOR – atacante

Fábio Júnior Pereira. Nasceu no dia 22/11/1977, em São Pedro do Avaí-MG, distrito de Manhuaçu. 1,86m; 76 kg. Se tornou uma espécie de sombra de Ronaldinho, até pela careca.

Com 85 partidas pelo Cruzeiro já tinha feito 35 gols.

Atuou de junho de 1997 a dezembro de 1998 (quando era ídolo e foi negociado com o Roma). Retornou, por empréstimo em março de 2000, com o passe avaliado em 17 milhões de dólares), e em 2002, quando fez proezas no Campeonato Brasileiro, marcando 12 gols, sendo eleito o melhor jogador de Minas no ano. O Palmeiras também fechou contrato com ele antes de seu segundo empréstimo ao Cruzeiro.

A idéia de formar um time que representasse São Pedro se concretiza quando Fábio Júnior, franzino, estava com 11 anos, sendo seu pai o técnico, e Fábio era uma espécie de líder, e assim, em sua casa escolheram o nome do pequeno time amador – União, só que seu Aguinaldo o deixava na reserva para não parecer que estava puxando sardinha para o lado do filho, mas quando ele entrava, no final do jogo, no meio de meninos de 13 e 14 anos ele detonava, chegando até a dar o título a um torneio ao União, 1 a 0 sobre o Manhuaçu, que até então dominava os torneios locais; aos 15 anos tentou a sorte no juvenil do Ipiranga de Manhuaçu, mas não teve a mesma atenção, ele não tinha dinheiro para pagar as passagens de ônibus, quase tendo que voltar a vida de bóia-fria no cafezais de São Pedro (quando ganhava o equivalente a 6 reais por dia); ajudado pelo irmão de Odair (ex-cruzeiro) conseguiu vaga nas categorias de base do Democrata/GV; antes de chegar ao Cruzeiro, conheceu a decepção no Corinthians, em 1996 (o técnico o achou lento), ele era reserva na Copa São Paulo, e em 1997 foi para o Atlético, na Copa São Paulo também, mas o Atlético não o quis por pouco mais de R$ 100 mil; se profissionalizou no Mineiro 1996, pelo Democrata/GV, com grandes atuações e sendo artilheiro do time, sendo então comprado pelo Cruzeiro, por 300 mil.

Fábio foi contratado em 1997 e foi direto para o time de juniores. Na Copa São Paulo 1998 marcou nove gols e foi artilheiro.

No Cruzeiro, após sair dos juniores, em 1997, foi subindo aos poucos para o time principal, no decorrer do Mineiro 1998, se tornando a maior revelação do Cruzeiro após Ronaldinho; seu primeiro gol no Cruzeiro foi contra o Benfica (4 a 1, em 03/08/97). Em 1998, em pleno Brasileiro, Fábio Júnior já é o jogador mais valorizado em atividade no Brasil. Ainda no Cruzeiro foi convocado três vezes para a seleção (1.ª vez em 24/9/98, com 20 anos) e jogou 1 vez. Em seu 1.º Brasileiro (1998) disputou palmo a palmo a artilharia ficando em 3.º lugar, sendo o jogador que mais atuou (31 partidas) e o que recebeu mais faltas (mais de 150). Eleito revelação do Brasileiro 1998, figurando na Seleção do Brasileiro da CBF do mesmo ano e em todas mais.

Títulos: Campeonatos Mineiros 1998 e 2002, Libertadores 1997, Copa do Brasil 2000, Recopa Sul-americana 1998, Liga Sul-Minas 2002; além do mais foi vice-campeão de três campeonatos importantes (Brasileiro 1998, Mercosul 1998, Copa do Brasil 1998, Copa do Brasil 2000).

Após 39 vitórias com o Cruzeiro e 25 empates, em 11 de janeiro de 1999, com 21 anos, prematuramente, o Roma o comprou por US$ 15 milhões (metade do passe da Energil C, nossa grande patrocinadora na década de 90), valorização de 6.000%, sendo a maior negociação do futebol mineiro e a segunda maior do Brasil, logo após os US$ 26 milhões de Denílson, e seu salário total chegando a US$ 160 mil por mês (também somando contratos de publicidade com a Adidas); seu embarque foi dia 24 de janeiro de 1999, juntamente com seu primo Valter, que o ajudaria na empreitada na Itália, foi um verdadeiro caos no Aeroporto da Pampulha quando o reconheceram.

No Roma, em 1999 (5 jogos como titular – 4 gols), em 2000 também atuou muitas vezes como titular, marcando 5 gols, e o técnico não o efetivava.

________________________________________

EVANÍLSON – lateral direito

1,81m e 70 kg (1999)

– Veio emprestado do América-MG (onde atuou por 5 anos, e o Cruzeiro o compra em definitivo no final do empréstimo).

– Atuou no primeiro semestre de 1999 (Campeonato Mineiro). Deslanchou em abril.

– Melhor lateral de Minas em 1999, figurando na Seleção Mineira eleita pelo Alterosa Esporte.

– Seleção: Titular da Seleção em dois amistosos contra a Holanda em 1999; Copa América 1999; Copa das Confederações 1999 (titular).

– Vendido ao Borrusia Dortmund por US$ 7 milhões, em agosto de 1999.

________________________________

ANDRÉ LUIZ – lateral esquerdo

André Luiz Moreira nasceu no dia 14/11/1974. Forte no apoio ao ataque. 1,83m e 74 kg. Paulista. Destacou-se no São Paulo de Telé Santana, onde esteve por 4 anos. Convocado para a Seleção várias vezes e participou da Seleção Olímpica 1996. Teve uma passagem pelo Corinthians (após o primeiro semestre de 1996) e atualmente defendia o Tenerife, da Espanha.

– Títulos: Mundial Interclubes 1993, Libertadores 1993, Supercopa 1993; Recopa Sul-americana 1993 e1994, Conmebol 1994, pelo São Paulo; Paulista 1997, pelo Corinthians; Medalha de Bronze nas Olimpíadas 1996, pela Seleção Brasileira.

– Da Europa veio diretamente para o Cruzeiro, por empréstimo, com 24 anos, sendo que Müller, seu amigo, ajudou nas negociações, data 25 de janeiro de 1999.

– Não se apresentou bem, mas quando estava bem fisicamente desempenhava muito bem seu papel.

________________________________

PAULO ISIDORO II (30/10/1973)

– Alex Sandro Santana de Oliveira. Armador e/ou Atacante. Baiano. No Vitória (90 a 93), no Palmeiras (94 e 96), no Internacional (95 e 96), no Guarani (97 e 98). Títulos (Baiano’1992 pelo Vitória, Brasileiro’1994 e Paulista’1996 pelo Palmeiras).

– Negociado frente ao Guarani por 600 mil, no início de 1999, sendo que foram emprestados Alonso e Joãozinho II, ao Guarani, por 1 ano.

– Estreou no Cruzeiro dia 22/2/99, em amistoso contra o Flamengo, quando ganhamos por 2 a 1 e sendo o melhor do Cruzeiro em campo. Contrato até final de 2001.

________________________________

TÚLIO – atacante

– Grande atacante. Artilheiro do Brasileirão por três vezes. Atuou muito bem no Botafogo. Foi convocado algumas vezes para a Seleção, até sendo titular. Assinou contrato com o Cruzeiro no primeiro semestre’1999, mas pouco atuou.

________________________________

CLEBER – zagueiro

– Contratado início 2000. Zagueiro vindo do Palmeiras. Atuou pela Seleçao.

________________________________

OSÉIAS – atacante

– Contratado início 2000. Atacante vindo do Palmeiras. Começou com boa média de gols.

________________________________

DONIZETE OLIVEIRA – volante

– Volante marcador. Até 29 de julho de 2000 já tinha participado de 181 jogos pelo Cruzeiro.

________________________________

MARCOS PAULO

– Volante marcador.

– Seleção: Convocado para a Seleção Sub-23 em 1999; convocado para amistoso da Seleção principal em 14 de fevereiro de 2000 (com 22 anos), juntamente com Dida, Cafu, Roque Júnior, Roberto Carlos, Zé Roberto,  Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e outros.

________________________________

MAICON

– Lateral-direito. Campeao Sul-Americano com a Seleçao Sub-20 em 2001. Convocaçao para a Seleçao Pré-Olímpica em 16 de dezembro de 2002.

________________________________

WAGNER – meio campista

Wagner Ferreira dos Santos nasceu em Sete Lagoas-MG, em 29/01/1985. 1,72m, 71kg.

Atuou entre 2004-2006 e 2007-2009, disputando 219 partidas e marcando 36 gols.

Em 2004, veio do América-MG, clube onde foi revelado.

Subiu para o profissionalismo profissional do América ao lado de Fred (ex-Cruzeiro). “Foi meu o passe para o primeiro gol dele como profissional”, está escrito no site oficial do meio-campista.

Jogou pelo América-MG (2003/2004) e no Al-Ittihad-ARA (2006/2007).

Jogador de muita técnica e grande qualidade de passe. Especialista em bolas paradas.

Títulos pelo Cruzeiro: Campeonato Mineiro (2006, 2008 e 2009). Outros títulos: Copa do Rei da Arábia (2006 e 2007)

Foi Bola de Prata em 2006.O ídolo dele é Alex, ex-meia da Raposa.

Vendido em agosto de 2009 para o Lokomotiv da Rússia por 6 milhões de euros (R$ 15,7 milhões). Deste valor, o clube celeste ficou com 34% (R$ 5,3 milhões). Os outros 66% foram divididos em: jogador (5%), investidor (15%), laboratório EMS (21%) e Al-Ittihad (25%).

No início de 2010 atuava Lokomotiv, da Rússia.

________________________________________

FÁBIO – goleiro

Fábio Deivson Lopes Maciel nasceu no dia 30/9/1980, em Nobres, Mato Grosso, onde viveu até os 12 anos.

Foi contratado em 1999, do Atlético-PR e em 2005, do Vasco-RJ.

Fez sua estreia pelo Cruzeiro no jogo Cruzeiro 2 x 0 Universal-RJ, em 04 de março de 2000, amistoso no Mineirão.

De Nobres, ele e sua família seguiram para Aparecida do Taboado-MS. Lá teve a oportunidade de disputar um campeonato, onde foi observado pelo time do União Bandeirante. Foi então que recebeu um convite para atuar no Paraná. No Paraná sua carreira engrenou, mas o primeiro time profissional de Fábio foi o União Bandeirante, onde iniciou em 1995 e permaneceu até 1998 – época em que chegou ao Cruzeiro pela primeira vez, sendo emprestado e onde ficou por um ano. Quando acabou o empréstimo, voltou ao União, e logo foi emprestado para o Vasco, onde permaneceu por quatro anos, até o seu retorno ao Cruzeiro em 2005.

O goleiro é conhecido também pela alcunha de A Muralha Azul. Em 2006, foi destaque do “Troféu Telê Santana” promovido pela TV Alterosa como o melhor jogador de Minas Gerais.

Atualmente é um dos melhores goleiros do Brasil. No Campeonato Brasileiro de 2008 disputou com os goleiros Rogério Ceni (São Paulo), Victor (Grêmio) e Bruno (Flamengo) o prêmio Bola de Prata da Revista Placar, que premia os melhores jogadores da competição nacional.

Fábio teve uma atuação espetacular no jogo de ida contra o Estudiantes da Copa Libertadores da América, tendo destaques durante toda a semana nos jornais argentinos, que se renderam aos milagres da muralha celeste, e também nos jornais brasileiros.

Enfrentou fases ruins, mas atualmente (início de 2010) é muito elogiado, sendo considerado um dos melhores goleiros brasileiros da atualidade e quase sempre sendo indicado para participar das convocações da Seleção Brasileira. Já recebeu várias propostas para deixar o Cruzeiro – Fiorentina e Manchester United que o digam.

Na janela para o mercado exterior no meio do ano de 2009, Perrella chegou a dizer que Fábio era “inegociável”.

É evangélico e teve sua fantástica história de volta por cima na carreira contada no quadro Novela da Vida Real, do Programa Show da Fé, da Rede Bandeirantes.

Títulos pelo Cruzeiro: Copa do Brasil 2000; Campeonato Mineiro 2006, 2008 e 2009; Torneio de Verano 2009.

Títulos pela seleção brasileira: Copa América 2004; Campeonato Mundial Sub-17 1997 e Campeonato Sul-americano Sub-17 1997.

________________________________________

LEONARDO SILVA – zagueiro

O zagueiro Leonardo Silva vem roubando a cena no Cruzeiro. Com boas exibições, o defensor está se mostrando cada vez mais firme na defesa cruzeirense, demonstrando muita segurança. Além de desarmes precisos, Leonardo tem apresentado outra arma: com estatura privilegiada (1,92m), o jogador tem sido um elemento surpresa na área adversária, fazendo gols importantes de cabeça. Foi dele o segundo gol contra o Atlético-MG, no sábado, na vitória cruzeirense por 3 a 1, pelo Campeonato Mineiro. Muito elogiado, o zagueiro já pensa em atuar pela seleção brasileira.

“A gente trabalha bastante à espera de um chamado. Fico muito feliz por ter meu trabalho reconhecido, e a gente vai continuar trabalhando, e, se Deus abençoar, vou ter uma oportunidade e vou ficar muito feliz. Jogar na seleção é o sonho de qualquer um, e comigo não é diferente”, argumentou.

O jogador, de 30 anos, já passou por times como América-RJ, Brasiliense, Bahia e Palmeiras. Mas se destacou mesmo em Minas Gerais, vestindo a camisa do Cruzeiro. O próximo compromisso da Raposa é contra o Colo Colo, no Mineirão, na quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), pelo grupo 7 da Copa Libertadores.

O zagueiro, que é o capitão do time de Adilson Batista, destaca que o Cruzeiro não encontrará facilidade contra o adversário chileno. “Vai ser um muito difícil, a equipe vai ter que se esforçar bastante, mas se a gente fizer uma partida nesse nível, com certeza vamos sair com a vitória. Espero que a torcida esteja presente prestigiando a equipe do Cruzeiro porque vai ser muito importante”, concluiu, se referindo à exibição do seu time no clássico contra o Atlético.

________________________________________

Diga não as drogas, diga não a dor.

Diga sim a vida, diga sim ao amor.

2 Respostas

  1. gostaria de rever noticiario sobre o ex jogador GILMAR (LATERAL DO CRUZEIRO) QUE JOGOU TAMBEM NO DEMOCRATA DE G. Valadares na década de 80
    Obs,: Não é o Gilmar Francisco

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: