Técnicos

 TÉCNICO ATUAL: MANO MENEZES

_____________________________________

 

TREINADORES DO CRUZEIRO

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre (Dezembro de 2017)

Treinador Período Principais feitos
 Comissão de jogadores 1921 – 1928  
Brasil Matturio Fabbi[1] 1928 – 1932 1928: Campeão do Campeonato Mineiro
1929: Campeonato Mineiro (invicto)
1930: Campeonato Mineiro (invicto)
1931: Vice-campeão do Campeonato Mineiro
1932: Vice-campeão do Campeonato Mineiro (pela AMEG)
Brasil Rizzo 1932  
Brasil Matturio Fabbi[1] 1933 – 1936 1933: Vice-campeão do Campeonato Mineiro (pelo Campeonato da Cidade)
1935: 4º colocado do Campeonato Mineiro
Brasil Nello Nicolai 1936 – 1937  
Brasil Ninão[2] 1937  
Brasil Matturio Fabbi[1] 1938  
Brasil Matturio Fabbi[3] 1939  
Brasil Bengala[4] 1939 – 1943  
Brasil Ninão[2] 1943 – 1944  
Brasil Bengala[4] 1944  
Brasil Chico Trindade[5] 1944 – 1946  
Brasil Nello Nicolai 1946  
Brasil Américo Tunes 1946  
Brasil Bengala[4] 1946 – 1947  
Brasil Fumanchu[nota 1] 1947 – 1948  
Brasil Niginho[6] 1948 – 1949  
Brasil Souza[7][8] 1950 – 1951  
Brasil Juvenal Pereira 1951  
Brasil Cristóvão Colombo 1952  
Uruguai Ricardo Díez 1953  
Brasil Cristóvão Colombo 1953  
Brasil Niginho[6] 1953 – 1955  
Argentina Filpo Núñez 1955  
Brasil Bengala[4] 1955 – 1956  
Brasil Artur Nequessaurt[9] 1956  
Brasil Ayrton Moreira[10] 1957  
Brasil Gérson dos Santos[11] 1957  
Brasil Cristóvão Colombo 1957  
Brasil Artur Nequessaurt[9] 1958  
Brasil Danilo Alvim 1958  
Brasil Gérson dos Santos[11] 1958 – 1959  
Brasil Ninão[2] 1959  
Brasil Niginho[6] 1959 – 1961  
Brasil Gérson dos Santos[11] 1962  
Brasil Geninho 1962  
Brasil Gilson Santana 1962  
Brasil Niginho[6] 1962 – 1963  
Brasil Martim Francisco[12] 1963  
Brasil Adelino[13] 1964  
Brasil Marão 1964  
Brasil Ayrton Moreira[10] 1964 – 1967 1966: Campeão do Campeonato Brasileiro
Brasil Orlando Fantoni[14] 1967 – 1968  
Brasil Hilton Chaves[15][16] 1968 – 1969  
Brasil Gérson dos Santos[11] 1969 – 1970  
Brasil Hilton Chaves[15][16] 1970  
Argentina Filpo Núñez 1970  
Brasil Hilton Chaves[15][16] 1970 – 1971  
Brasil João Crispim 1971  
Brasil Orlando Fantoni[14] 1971 – 1972  
Brasil Yustrich[17] 1972  
Brasil Brito[nota 2] 1972  
Brasil Hilton Chaves[15][16] 1972 – 1975  
Brasil Antônio Lacerda Filho[18] 1975  
Brasil Moacir Rodrigues 1975  
Brasil Zezé Moreira[19] 1975 – 1977 1976: Campeão da Copa Libertadores da América
Brasil Yustrich[17] 1977 Vice-campeão da Copa Libertadores da América
Brasil Antônio Lacerda Filho[18] 1977  
Brasil Aymoré Moreira 1977 – 1978  
Brasil Procópio Cardoso 1978  
Brasil João Francisco[20][21] 1978  
Brasil Zé Duarte 1978 – 1979  
Brasil Barbatana 1979  
Brasil Hilton Chaves[15][16] 1979 – 1980  
Brasil Tim 1980  
Brasil Procópio Cardoso 1981  
Brasil Cláudio Garcia 1981  
Brasil Didi 1981 – 1982  
Brasil Yustrich[17] 1982  
Brasil Orlando Fantoni[14] 1983  
Brasil Hilton Chaves[15][16] 1983 – 1984  
Brasil Oswaldo Brandão 1984  
Brasil João Francisco[20][21] 1984 – 1985  
Brasil Moraes[nota 3] 1985  
Brasil Procópio Cardoso 1986  
Brasil Jair Bala 1986  
Brasil Carlos Alberto Silva[22] 1986 – 1987  
Brasil Rui Guimarães[23] 1987  
Brasil João Avelino “71” 1987  
Brasil Raul Plassmann 1987  
Brasil Paulinho de Almeida 1987  
Brasil Jair Pereira 1987 – 1988 1987: Campeão do Campeonato Mineiro
Brasil Carlos Alberto Silva[22] 1988  
Brasil Rui Guimarães[23] 1988  
Brasil Antônio Lacerda Filho[18] 1988  
Brasil Chico Formiga 1988  
Brasil Ênio Andrade[24] 1989  
Brasil Carlos Alberto Silva[22] 1989  
Brasil João Francisco[20][21] 1989  
Brasil Antônio Lacerda Filho[18] 1989  
Brasil Ênio Andrade[24] 1990  
Brasil José Luiz Carbone 1990  
Brasil Duque 1990  
Brasil Evaristo de Macedo 1991  
Brasil Ênio Andrade[24] 1991 – 1992 1991: Campeão da Supercopa Libertadores
Brasil Jair Pereira 1992 Campeão da Supercopa Libertadores
Brasil Carlos Alberto Silva[22] 1993  
Brasil Pinheiro 1993 Campeão da Copa do Brasil
Brasil Zé Maurício 1993  
Brasil Nelinho[25][26] 1994  
Brasil Ênio Andrade[24] 1994  
Brasil Palhinha 1994  
Brasil Antônio Lopes 1995  
Brasil Carlos Alberto Silva[22] 1995 Campeão da Copa Master da Supercopa
Brasil Ênio Andrade[24] 1995 Campeão da Copa Ouro
Brasil Jair Pereira 1995  
Brasil Levir Culpi[27] 1996 Campeão do Campeonato Mineiro e da Copa do Brasil
Brasil Oscar Bernardi 1997  
Brasil Paulo Autuori[28] 1997 Campeão da Copa Libertadores da América e do Campeonato Mineiro
Brasil Wantuil Rodrigues 1997  
Brasil Nelsinho Baptista 1997  
Brasil Levir Culpi[27] 1998 – 1999 1998: Campeão da Recopa Sul-Americana e do Campeonato Mineiro
1999: Campeão da Copa Centro-Oeste e da Copa dos Campeões Mineiros
Brasil Paulo Autuori[28] 1999 – 2000  
Brasil Marco Aurélio[29] 2000 Campeão da Copa do Brasil
Brasil Luiz Felipe Scolari[30] 2000 – 2001 2001: Campeão da Copa Sul-Minas
Brasil Paulo César Carpegiani 2001  
Brasil Ivo Wortmann[31] 2001  
Brasil Marco Aurélio[29] 2001 – 2002  
Brasil Ney Franco[32] 2002  
Brasil Vanderlei Luxemburgo[33] 2002 – 2004 2003: Campeão do Campeonato Mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro
Brasil Paulo César Gusmão[34] 2004 Campeão do Campeonato Mineiro
Brasil Ney Franco[32] 2004  
Brasil Emerson Leão[35] 2004  
Brasil Ney Franco[36][32] 2004  
Brasil Marco Aurélio[29] 2004  
Brasil Ney Franco[32] 2004  
Brasil Levir Culpi[27] 2005  
Brasil Paulo César Gusmão[34] 2005 – 2006  
Brasil Oswaldo de Oliveira[37] 2006  
Brasil Paulo Autuori[28] 2007  
Brasil Emerson Ávila[38] 2007  
Brasil Dorival Júnior[39][40] 2007  
Brasil Adílson Batista[41] 2008 – 2010 2008: Campeão do Campeonato Mineiro
2009: Vice-campeão da Copa Libertadores da América
Brasil Emerson Ávila[38] 2010  
Brasil Cuca[42] 2010 – 2011 2011: Campeão do Campeonato Mineiro
Brasil Joel Santana[43][44] 2011  
Brasil Emerson Ávila[45][38] 2011  
Brasil Vágner Mancini[46][47] 2011 – 2012  
Brasil Celso Roth[48] 2012  
Brasil Marcelo Oliveira[49] 2013 – 2015 2013: Campeão do Campeonato Brasileiro
2014: Campeão do Campeonato Mineiro e do Campeonato Brasileiro; Vice-campeão da Copa do Brasil
Brasil Vanderlei Luxemburgo[50] 2015  
Brasil Mano Menezes[51] 2015  
Brasil Deivid[52] 2015 – 2016  
Portugal Paulo Bento[53] 2016  
Brasil Mano Menezes[54] 2016 – 2017: Campeão da Copa do Brasil 2018 

__________________________________________

Técnicos que mais atuaram no Cruzeiro (até 10/04/2018 / Fonte: superesportes)

TÉCNICOS QUE COMANDARAM O CRUZEIRO:

1- Ilton Chaves: 362 (1969; 1970; 1970-1971; 1971-1972; 1972-1975; 1979-1980; 1983-1984)
Vitórias: 209 / Empates: 92 / Derrotas: 61 / Gols marcados: 644 / Gols sofridos: 264 / Saldo: 380 / Aproveitamento: 66,2%
Títulos: Campeonato Mineiro (1972, 1973, 1974 e 1975) e Taça Minas Gerais (1973)
2- Levir Culpi: 257 (1996; 1998-1999; 2005)
Vitórias: 140 / Empates: 68 / Derrotas: 49 / Gols marcados: 484 / Gols sofridos: 254 / Saldo: 230 / Aproveitamento: 63,3%
Títulos: Copa do Brasil (1996), Recopa Sul-Americana (1998), Copa Centro-Oeste (1999), Campeonato Mineiro (1996 e 1998) e Copa dos Campeões Mineiros (1999)
3- Niginho: 256 (1948-1949; 1953-1955; 1955; 1959-1961; 1962-1963)
Vitórias: 145 / Empates: 58 / Derrotas: 53 / Gols marcados: 494 / Gols sofridos: 318 / Saldo: 176 / Aproveitamento: 64,2%
Títulos: Campeonato Mineiro (1959, 1960 e 1961), Copa Belo Horizonte (1960)
4- Ayrton Moreira: 206 (1957; 1964-1967)
Vitórias: 130
Empates: 33
Derrotas: 43
Gols marcados: 489
Gols sofridos: 226
Saldo: 263
Aproveitamento: 68,5%
Títulos: Taça Brasil (1966), Campeonato Mineiro (1956, 1965, 1966 e 1967)
5- Ênio Andrade: 187 (1989; 1990; 1991-1992; 1994; 1995)
Vitórias: 99
Empates: 50
Derrotas: 38
Gols marcados: 281
Gols sofridos: 140
Saldo: 141
Aproveitamento: 61,9%
Títulos: Supercopa Libertadores (1991), Copa Ouro (1995), Campeonato Mineiro (1990 e 1994) e Copa dos Campeões Mineiros (1991)
6- Matturio Fabbi: 181 (1928-1931; 1932-1935; 1938)
Vitórias: 100
Empates: 29
Derrotas: 52
Gols marcados: 602
Gols sofridos: 324
Saldo: 278
Aproveitamento: 60,6%
Títulos: Campeonato Mineiro (1928, 1929 e 1930)
7- Orlando Fantoni: 172 (1967-1968; 1971-1972; 1983)
Vitórias: 95
Empates: 52
Derrotas: 25
Gols marcados: 352
Gols sofridos: 134
Saldo: 218
Aproveitamento: 65,3%
Títulos: Campeonato Mineiro (1968)
8- Adilson Batista: 170 (2008-2010)
Vitórias: 97
Empates: 34
Derrotas: 39
Gols marcados: 324
Gols sofridos: 193
Saldo: 131
Aproveitamento: 63,7%
Títulos: Campeonato Mineiro (2008 e 2009)
9- Marcelo Oliveira: 169 (2013-2015)
Vitórias: 106
Empates: 32
Derrotas: 31
Gols marcados: 325
Gols sofridos: 147
Saldo: 178
Aproveitamento: 69%
Títulos: Campeonato Brasileiro (2013 e 2014) e Campeonato Mineiro (2013)
10- Mano Menezes: 137 (2015; 2016-2017)
Vitórias: 70
Empates: 40
Derrotas: 27
Gols marcados: 209
Gols sofridos: 119
Saldo: 90
Aproveitamento: 60,8%
Títulos: Copa do Brasil (2017) e Campeonato Mineiro (2018)
11- Bengala: 136 (1938-1939; 1939-1943; 1944; 1946-1947; 1955)
Vitórias: 67
Empates: 25
Derrotas: 44
Gols marcados: 301
Gols sofridos: 228
Saldo: 73
Aproveitamento: 55,4%
Títulos: Campeonato Mineiro (1990 e 1994)
12- Carlos Alberto Silva: 135 (1986-1987; 1988; 1988-1989; 1993; 1995)
Vitórias: 69
Empates: 38
Derrotas: 28
Gols marcados: 212
Gols sofridos: 104
Saldo: 108
Aproveitamento: 60,5%
Títulos: Copa Master (1995)
13- Gérson Santos: 134 (1958-1959; 1962; 1969-1970)
Vitórias: 81 / Empates: 33 / Derrotas: 20 / Gols marcados: 243 / Gols sofridos: 94 / Saldo: 149 / Aproveitamento: 68,7%
Títulos: Campeonato Mineiro (1969)
14- Zezé Moreira: 132 (1975-1977)
Vitórias: 75 / Empates: 36 / Derrotas: 21 / Gols marcados: 235 / Gols sofridos: 109 / Saldo: 126 / Aproveitamento: 65,9%
Título: Copa Libertadores (1976)
15- Vanderlei Luxemburgo: 126 (2002-2004; 2015)
Vitórias: 74 / Empates: 25 / Derrotas: 27 / Gols marcados: 260 / Gols sofridos: 145 / Saldo: 115 / Aproveitamento: 65,3%
Títulos: Campeonato Mineiro (2003), Copa do Brasil (2003) e Campeonato Brasileiro (2003)
OUTROS:
YUSTRICH (105 jogos – três períodos entre 1972 a 1982); MARCO AURÉLIO (99 jogos – três períodos entre 2000 a 2004); JOÃO FRANCISCO (99 jogos – dois períodos entre 1984 a 1989); PAULO CÉSAR GUSMÃO (97 jogos – dois períodos entre 2004 e 2006); Jair Pereira (79 jogos – 2 títulos) – Luiz Felipe Scolari (75 jogos – 1 título) – Paulo Autuori (68 jogos – 3 títulos) – Francisco Trindade (64 jogos – 2 títulos) – Zé Duarte (60 jogos) – Cristovão Colombo (57 jogos) – Ninão (56 jogos – 2 títulos) – Barbatana (49 jogos) – etc.

___________________________

Alguns dados

  • AYRTON MOREIRA: Em 1966/67. Irmão de Aymoré Moreira (técnico da seleção na época).
  • ZEZÉ MOREIRA: Em 1975 (Brasileiro), 1976 (Libertadores). Morreu em 1998
  • AIMORÉ MOREIRA: que já fora técnico da Seleção.
  • ÊNIO ANDRADE: Ênio Vargas de Andrade (31\janeiro\1930). Gaúcho. – No Cruzeiro: 1990/91/94 e início Brasileiro/1995, conquistando a Supercopa/1991 e os Minei-ros/1990/94 Como jogador, jogou na Seleção Brasileira e grandes times, sendo Campeão pan-americano em 1956, e campeão estadual 4 vezes Treinou outras grandes equipes, sendo campeão Brasileiro/1979/81/85. (U) em 1998, com 68 anos.
  • PINHEIRO: Em 1993 (Copa do Brasil).
  • PAULO AUTUORI: Carioca, nascido mais ou menos em 1956. No andamento Brasileiro’1995; Brasileiro’1997 (com péssima campanha); no Mineiro’1997; na Libertadores’1997; na Seletiva para a Libertadores’2000 até desenvolver do Mineiro’2000 (dia 23\4\2000, quando perdemos por 4×2 para o Galo). Títulos: Mineiro’1997;  Libertadores’1997;
  • JAIR PEREIRA: Final Brasileiro1995 e disputa Mundial 1995.
  • LEVIR CULPI (nasceu em 1953, no Paraná): Títulos e anos que trabalhou no Cruzeiro: 1996, (Copa do Brasil e Campeonato Mineiro), 1998 (Recopa Sul-Americana, Campeonato Mineiro, Vice Copa do Brasil, Vice Copa Mercosul e Vice Campeonato Brasileiro), 1999 (Copa dos Campeões de Minas Gerais e Copa Centro-Oeste). Jogou de volante nos anos 70 e 80. Iniciou sua carreira de técnico em 1986, sendo campeão brasileiro série B pela Inter de Limeira em 1988, além de ter sido campeão catarinense e paranaense. Antes de vir para o Cruzeiro em 1996, se destacou no Atlético e em 1998 se destacou no exterior. Em 1999, antes da Copa América, foi convidado para ser auxiliar técnico de Vanderlei Luxemburgo na Seleção, mas não aceitou, ficando Candinho com a vaga. No Brasileiro de 1999, após perdermos para o Atlético nas quartas-de-final (duas derrotas), Levir se despede novamente do Cruzeiro, sendo substituído por Paulo Autuori na então Seletiva para a Libertadores 1999.
  • MARCO AURÉLIO: Trabalhou bem na Ponte Preta em 1999. No Cruzeiro assumiu dia 24\4\2000, logo após a derrota para o Atlético dia anterior, quando Paulo Autuori era o técnico. Título (Copa do Brasil’2000). Despediu-se em 9/7/2000, mas com a proposta de ser coordenador técnico. Foi um técnico campeao, disputou uns 17 jogos (umas 13 vitórias, uns 3 empates e apenas um derrota). Segunda vez: – Liga Sul Minas 2002, Supercampeonato Mineiro 2002
  • FELIPAO: Começou em 07\2000, após a conquista da Copa Brasil’2000 com Marco Aurélio, pois já estava nos planos já há alguns meses.
  • VANDERLEI LUXEMBURGO: Se destacou no Palmeiras, onde ganhou vários títulos. Campeonatos disputados frente ao Cruzeiro: Campeonato Brasileiro de 2002

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: